domingo, 23 de agosto de 2009

Relato de Parto - II...

Bom, voltando ao relato, saímos de casa e fomos p/ casa dos meus pais encontrá-los. Por coincidência (????), era quarta-feira, dia de plantão do meu pai na UTI do Hospital de Vassouras. Garantia de tê-lo ao meu lado nesse momento tão especial. Meu pai ainda estava de pijama, risos, e com toda calma do mundo (algo até irritante), ele tomou banho e se arrumou p/ finalmente partirmos. Chegamos em Vassouras 6h da manhã +/-. Dra Kelly já estava achando que tinha sonhado que minha mãe tinha ligado p/ ela. Ela já tinha ligado 3 vezes p/ o HUSF (Hospital Universitário Sul Fluminense) atrás de mim. Expliquei p/ ela que o atraso tinha um nome: Ricardo. Rsrs...

Assim que dei entrada no HUSF, fui encaminhada p/ o quarto onde eu ficaria. Gostei muito, senti uma energia boa nele. Era bonito, arejado, decoradinho e grande! E, o principal, o colchão da minha cama era tudo de bom!!! :o)

Do quarto, segui p/ o setor de GO p/ fazer uma cardiotocografia e avaliar o estado do meu filhotinho. Uma residente fez o toque em mim enquanto Kelly não chegava no hospital. Não tinha nenhuma dilatação, embora estivesse cheia de contrações indolores. Kelly chegou e me perguntou sobre o parto. Era o momento de eu decidir se ia querer esperar a dilatação aparecer p/ ter normal ou se eu ia mesmo optar pela cesárea. Sem nenhum tico de dúvida, eu respondi: Cesárea. Resolvido isso, voltei p/ o quarto. Lá, 2 enfermeiras ótimas (aliás, todas as enfermeiras foram perfeitas) trocaram minha roupa e pegaram minha veia, me colocando no soro. Do quarto, eu, Du, mãe, pai e Kelly seguimos p/ a sala de pré-parto. Fui andando, rindo, tirando fotos e tagarelando sem parar. Eu estava em pânico! Rsrsrs... Ficamos lá até eu ser chamada p/ entrar no Centro Cirúrgico. Enquanto isso, Dudu e meu pai se paramentaram p/ entrar tb. Pai com a filmadora e Dudu com a máquina fotográfica. Minha mãe ficou na sala pré-parto com meus sogros que chegaram logo depois.

Eu estava apavorada e não calava a boca. A mesa cirúrgica é minúscula, mini mesmo. Dava muito medo de cair dela. Rsrsrs... Os refletores pareciam dois monstros, prontos p/ me atacar. O centro cirúrgico é frio, o que dava ainda mais medo. Eu achei que teria um treco, de tanto que tremia.

Fui apresentada a equipe da Dra Kelly. Muitos eu já conhecia... Ser filha de médico é isso. A pediatra foi a Dra Maria Alice. O Obstetra auxiliar da Dra Kelly foi o Dr Cláudio. A anestesista foi a Dra Lúcia Baylão. Só os nomes das enfermeiras do centro cirúrgico que eu esqueci. Eram duas.

Entre meus maiores medos, estavam o da sonda e o da anestesia. Mas não tinha como escapar, né?! A sonda não doeu nada, na verdade é tão rápido que nem dá tempo de sentir dor. O próximo passo foi a raqui (anestesia). Demora um pouquinho pq tem toda uma preparação. Primeiro a Dra Lúcia fez um botão anestésico na minha pele e passou um treco geladíssimo. Depois disso, ela veio c/ a imensa agulha da raqui (descrição do Dudu, afinal eu estava de costas). Dr Cláudio me segurou forte, em posição fetal, e pronto. Num minutinho já estava completamente anestesiada. Não doeu nada. Foi bom criar expectativa pq a dor ficou só no meu imaginário. É um desconforto muito pequeno. O efeito é muito rápido. Em 1 minuto, já não sentia mais minhas pernas de maneira angustiante.

Logo depois da anestesia, todos a postos, teve início a cirurgia. Nesse momento eu estava 100% relaxada, não sentia mais nenhum medo, já estava quieta, calma mesmo. A partir desse momento, meu foco era o Theo. Eu estava louca p/ ouvi-lo, p/ vê-lo, p/ cheira-lo... Estava contando os segundos p/ que ele nascesse. E não demorou muito. Em 10 minutos +/-, Dra Kelly me disse que eu sentiria uma leve pressão pq já iriam tirar o Theo. Dito e feito. Senti a tal pressão e escutei um barulhinho de bolha de água rompendo. Pluft!! Em seguida, a maior emoção que meu coração já sentiu: o choro do meu filho, saudável e perfeito. Eu chorei muitoooooooo. Meu coração parecia que ia saltar pela boca. Um arrepio pelo corpo todo. Eu brinco dizendo que a partir desse momento nunca mais parei de chorar. E é quase verdade. O que mais faço desde então é chorar, mas de alegria. Tuuuuuuudo do Theo é incrível e me emociona. Tudo!!! É tão forte!! É tão intenso!!!! Acelera, Arrepia, Dá Paz, Alegria, Medo... Tudo!! É uma experiência p/ toda vida. Posso viver 1000 anos que jamais vou esquecer aquele momento. Nunca vai se apagar dentro do meu coração. É p/ sempre!!! Toda mulher merece passar por isso...



(Continua...)

11 comentários:

Mari disse...

aiii ... chorei !
A cada dia que passa me dá uma vontade louca de ter filho ... acho que é o meu instinto, meu relógio biológico sei lá ... só sei que to louca pra ter, mas sei que por enquanto nao dá.
Estava lendo e adorando ... mas quando vc começou a contar das anestesias e agulhadas, minha barriga gelou e eu tenho quase certeza que pra mim vai ter que ser parto normal ! Não sou daquelas que tem paavooooor de anestesia, que dá escandalo ... mas ai ... me dá uma sensação ruim ! rsss
Enfim ... amei o post ...
lindo lindo lindo !

bjo

Than disse...

Ai Bibi...q lindo isso!!! Só me faz ter mais e mais vontade de sentir isso. Morro de medo de certas coisas tb, mas acho q nd é um bicho de 7 cabeças, e a recompensa é certa!
Amei ler isso...amei a sua calma e a sua força. Amei o Theo...rs...
Enfim....q familia linda!
Parabens pela milesima vez (pq toda vez q eu passo por aqui eu te desejo parabens, mas eu ñ canso disso!!! rs)

Bjos enormes!

**Nat** disse...

Aiii mais que emoçao...
Que coisa mais linda...
Aiiii maravilhoso!!!!
Seu bb é lindo, a sua familia é perfeita!!!!
*bjOos*

Clau disse...

Bibi, quanta emoção!
Até eu chorei com o relato do parto!

beijoca mamãe linda!

Clau

Carol e Marcus disse...

Bibi...que lindo seu post! Emocionante msm!

Senti a msm coisa, mas o meu parto foi normal. Daí algumas coisas são diferentes, né?! Mas no fim tudo é lindo, emocionante e feliz!

Parabéns!

A. Alves disse...

Bibi conta pra gente por quê vc escolheu a cezária. Menina que aflição me deu este relato da anestesia e da sonda, ui!!! Minha amiga teve gêmeos prematuros esta semana, foi cezária, foi tudo ok com ela.
Bjão!

Ingrid disse...

Ai, segura as lágrimas daqui!
Lindo lindo Bibi.

Parabéns Florzona
Mal espero pra próxima parte :)

Lembranças de uma vida disse...

ai q delícia. q vontade de ter o meu tb...

Jimmy S2 Roberta Galante disse...

Nossa amiga concordo plenamente...todas tem que passar por esse momento..é muito mágico e único..uma sensação indescrítivel...é um amor incondicional mesmo heheh

beijokas

Muriele Binow disse...

que emoção....adorei.....bjos!

Isabela Sady disse...

Bibi,
Nossa, estou emmocionada lendo isso viu.
Você passa tanta alegria...mesmo quando estava preparando seu casamento...nossa, é contagiante.
Viu, não sou só eu que fiquei com vontade de ser mãe lendo seu blog...rs
beijão